21 de maio de 2013

(s.r)


  • Ler o bigodudo fodão. À isso chamo evolução. Quero dizer: a gente evolui. Se for decente, tudo evolui. A leitura, os valores, os modos de vida.
  • Mudar não é saltitar. A gente muda, o mundo muda. Lento, chato, lerdo. Mudar não é saltitar. Quem acha que nada muda nunca, acha que mudar é saltitar: não entende o tempo como fenômeno histórico. (Dica: pense sempre "cem anos atrás" ou "cem anos à frente).
  • Os moralistas do bom comportamento. Gente tacanha, acreditando em valores absolutos. Tolerância tem mais a ver com inteligência do que com politicamente correto. Estou falando do óbvio: por exemplo vegetarianos que se julgam superiores por não consumirem carnes vermelhas. Inventam uma verdade que os destaca, que os tornam superiores. Têm, inclusive, uma noção babaca de superioridade. 
  • Amizade acaba. Amor acaba. Acabar não diminui o valor das coisas. Talvez ao contrário: só acaba o que já existiu. 
  • Uma lição do meu muso atual: " - o instinto de rebanho é enorme e move montanhas. é seu instinto mais natural. desconfie dele. você aprendeu o valor de uma boa desconfiança: desconfie de si mesmo e de sua gravidade." 
  • Falta vagina e poucas coisas/ A gente caminha / O que falta mesmo / é uma bucetinha. (pruamigudotracadilho)

Um comentário:

Aramix! disse...

Ôoh!(com toda enfase)